GPS. Rede de Cientistas Portugueses

A rede GPS é uma iniciativa da Fundação Francisco Manuel dos Santos, concretizada através de uma colaboração com a Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica - Ciência Viva, a Universidade de Aveiro e a Altice Labs. Tem como parceiros várias associações de portugueses com qualificações superiores residentes no estrangeiro: a Associação de Pós-Graduados Portugueses na Alemanha (ASPPA), a Association des Diplômés Portugais en France (AGRAFr), a Portuguese American Post-graduate Society (PAPS), a Portuguese Association of Researchers and Students in The UK (PARSUK) e a Native Scientists.

A rede GPS é composta por todos os investigadores que nela se registam e a dinamizam. Através de um mapa é possível percorrer onde estão georreferenciados os cientistas portugueses, com mais de três meses de estadia no estrangeiro, assim como o seu percurso na investigação.

O que se sabia de forma empírica é que o Reino Unido e os EUA são os maiores pólos de atracção de cientistas portugueses – e isso já é visível no GPS. O GPS quer mapear a mobilidade científica. Apenas em duas semanas após a plataforma ter sido disponibilizada online, existiram cerca de 1.200 registos, dos quais cerca de 700 são os designados "cientistas GPS”.

 

Conselho da Diáspora Portuguesa, Dezembro 2016

Voltar