Mais de 20% dos portugueses no estrangeiro

Em 2015 a saída de portugueses para o estrangeiro manteve os mesmos níveis do pico atingido em 2013, durante a crise. Foram mais de 110 mil os cidadãos que optaram por ir para o estrangeiro, números que só encontram paralelo com os registados nos anos 60 do século XX, de grande emigração.

Os dados são das nações Unidas e constam do Relatório do Observatório da emigração, publicado em Fevereiro e divulgado pelo Público. No total, no ano de 2015 havia 2,3 milhões de portugueses a viver no estrangeiro, o que, em proporção com a população residente, equivale a 22%, mais de um quinto dos portugueses. Malta tem uma taxa de 24,7%, a maior dos países europeus, e abaixo de Portugal está a Croácia, com 20,6%.

Entre os países de destino dos portugueses está o Reino Unido, onde entraram, em 2015, 32.301 cidadãos nacionais. Seguiu-se a França, com 18.480, e a Suíça, com 12.325 emigrantes portugueses. Para Angola saíram 6.715. O total acumulado de pessoas emigradas está a aumentar muito e assim continuará, acreditam especialistas ouvidos pelo Público.

 

Jornal de Negócios, Março 2017

Voltar

Anal