Governo leva 65 startups ao Web Summit

As próximas três edições do Web Summit, a primeira já em novembro, vão realizar-se em Lisboa. Este ano espera-se a presença de mais de 55 mil pessoas provenientes de cerca de 150 países. Dos EUA deverão chegar cerca de 5000 delegados. Da Índia mais de 500. Sendo um evento “premium”, o bilhete mais barato custa 700 euros.

As empresas selecionadas pelo Governo irão mostrar “o que de melhor se faz em termos tecnológicos em cada uma das iniciativas”, anunciou o secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, durante a apresentação da Startup Portugal, no Porto. O objectivo da Startup Portugal é maximizar o valor criado pela presença do Web Summit em Portugal, não apenas durante o evento, mas ao longo de todo o ano.

As iniciativas do Portugal Startup rumo ao Web Summit:

Road 2 Web Summit: concurso à escala nacional que vai selecionar 65 startups portuguesas para mostrar, durante o evento o que de melhor se faz em Portugal no que diz respeito a empreendedorismo tecnológico. As candidaturas arrancaram esta semana e prolongam-se até 31 de julho. Os vencedores serão conhecidos a 21 de setembro;

Born from Knowledge: iniciativa do Ministério da Ciência e Ensino Superior que vai escolher dois mil voluntários nas escolas de ensino superior. Em troca de um dia de trabalho no evento terão acesso, aos outros dois dias;

Encontro de líderes: no primeiro dia do Web Summit em Lisboa vai realizar-se um encontro de líderes, onde estarão presentes políticos, empreendedores e investidores; – Lisboa acolhe a F.ounders: Lisboa vai acolher este evento que conta com a presença de 150 fundadores de empresas com menos de cinco anos e com uma avaliação superior a 500 milhões de euros. Uma das vencedoras do Road 2 Web Summit poderá assistir a este evento;

Surf Summit e Future Cities 150: Antecedendo o WebSummit estes dois eventos irão reunir o ecossistema relacionado com o surf e com as autarquias. O segundo reúne 150 autarquias de todo o mundo;

Festa do ecossistema português: as startups, as aceleradoras e as incubadoras foram desafiadas a organizar uma festa nas noites de 8 e 9 de novembro.

 

Por Oje, Junho de 2016

Voltar