Aeroportos portugueses a crescer em 2015

Foi o maior crescimento de sempre nos aeroportos nacionais. Lisboa registou 20 milhões de passageiros e merecerá este ano um investimento de 30,9 milhões de euros. Expansão do terminal 2 custará 2,6 milhões e estará pronta em Abril.

Os aeroportos portugueses tiveram um total de 38,9 milhões de passageiros em 2015, um aumento de 11% face a 2014 e o maior "crescimento de sempre nos aeroportos nacionais", anunciou esta quinta-feira, 7 de Janeiro, a gestora aeroportuária nacional, a ANA.

"O ano 2015 foi de recordes", assegurou o presidente empresa, Jorge Ponce de Leão, numa conferência, no aeroporto de Lisboa. "Todas as cinco áreas [aeroportos] da nossa rede ultrapassaram os resultados anteriores", sublinhou. Pelo Aeroporto da Portela passaram 20,1 milhões de passageiros, um crescimento de 10,7% face a 2014, meta que Ponce de Leão considerou "um marco".

Também o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, salientou que o aeroporto da Portela entrou num "novo patamar", justificando a performance com o crescimento do turismo. Nos últimos três anos, o volume de passageiros que passaram pela Portela aumento 4,8 milhões, quando nos oito anos anteriores o aumento tinha sido de apenas 4,6 milhões.

Já o Ministro do Planeamento e das infra-estruturas, Pedro Marques, sublinhou que por cada aumento de um milhão de passageiros, são criados mil postos de trabalho directos e indirectos na cidade, pelo que o crescimento na Portela terá gerado quatro mil novos empregos. À margem da conferência, questionado pelos jornalistas, o ministro confirmou que o Governo está a aprofundar os estudos que herdou do anterior executivo para ter um aeroporto complementar no Montijo.

Açores disparam mais de 25%

Quanto ao Porto, o tráfego subiu 16,7%, para 8,1 milhões de passageiros. Já Faro chegou aos 6,4 milhões de passageiros processados (+4,4%). Nos aeroportos da Madeira a subida foi de 6,3%, para 2,7 milhões de pessoas.

E os Açores dispararam 25,7%, chegando aos 1,6 milhões de passageiros, sobretudo devido à liberalização do espaço aéreo do arquipélago, que permitiu à Ryanair e Easyjet começarem a voar para Ponta Delgada.

No total, em 2015 foram criadas 25 novas rotas para os aeroportos nacionais, que registaram 320.354 movimentos de aeronaves (aterragens e descolagens), ou seja, mais 6,6%.

Mais investimento em 2016

Adiantando que está a analisar "100 oportunidades", entre novas rotas e aumento de frequências, o presidente da ANA, detida pela francesa Vinci, prometeu mais investimento nos aeroportos portugueses. Para este ano, está previsto um montante de 71,8 milhões de euros, a distribuir pelas várias infra-estruturas aeroportuárias do país.

Lisboa receberá 30,9 milhões, aplicados, por exemplo na reformulação da área de controlo de fronteiras, na expansão das zonas de check in e despacho de bagagem, na segurança ou no alargamento da área de duty free. Adicionalmente, serão gastos 2,6 milhões de euros na ampliação do terminal 2, dedicado às low cost, que deverá estar concluída em Abril de 2016.Faro receberá 24,7 milhões. Ao aeroporto do Porto serão dedicados 3,9 milhões de euros, outros 4 milhões vão para o Funchal. E os aeroportos dos Açores merecerão 5,9 milhões.

Na área não-aviação serão investidos 2,3 milhões este ano.

Por Jornal de Negócios, 7 Janeiro 2016

Voltar

Anal