Conselho da Diáspora recebido em São Bento

No passado dia 19 de Dezembro, o Primeiro Ministro, António Costa, acolheu o Conselho da Diáspora Portuguesa para um Porto de Honra aos Conselheiros de Portugal no Mundo, onde estiveram presentes cerca 40 membros da associação.

O primeiro-ministro discursou, começando por salientar a necessidade de Portugal “dar continuidade a uma mudança que seja sustentável”. “Portugal saiu este ano do Procedimento por Défice Excessivo [na União Europeia], duas agências de rating tiraram o país do nível de lixo, temos melhores condições de financiamento [nos mercados], o investimento privado bateu recordes, o desemprego continua a descer e o défice será este ano mais baixo do que o valor inicialmente estimado pelo Governo, que era de 1,5%. Depois a meta passou para 1,4%, mas o défice vai ficar abaixo de 1,4%”, disse António Costa.

Tendo ao seu lado o secretário de Estado das Comunidades, José Luís Carneiro, o primeiro-ministro referiu-se a indicadores no campo social, citando dados do Observatório da Emigração, segundo os quais em 2016 saíram menos portugueses do país. “Acredito que o número voltará a baixar em 2017, confirmando esta tendência”, disse, deixando depois um recado ao sector empresarial nacional: “Temos de ter empregos devidamente qualificados”. Como principais desafios do país em termos de médio prazo, o primeiro-ministro apontou a necessidade de se concretizarem reformas estruturais como a da floresta e a das qualificações. “Temos de ser capazes de responder aos desafios que o futuro nos coloca”, justificou, numa intervenção em que elogiou a importância da ação das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo. “Portugal sempre cresceu partindo. Temos de reforçar a capacidade de internacionalização do país”, advogou,

 

 

Por Conselho da Diáspora Portuguesa, Dezembro 2017

Voltar